Sample Sidebar Module

This is a sample module published to the sidebar_top position, using the -sidebar module class suffix. There is also a sidebar_bottom position below the menu.

Sample Sidebar Module

This is a sample module published to the sidebar_bottom position, using the -sidebar module class suffix. There is also a sidebar_top position below the search.
Noticias

facebook125x30

125x35 doacao

Cerimônia representou o resgate da força feminina quilombola no recôncavo.2 web
Foi lançado em Cachoeira-BA, na Fundação Hansen Bahia, o mais novo projeto da Humana Brasil em parceria com a Fundação e Instituto Carrefour: Bambá – Força Feminina Quilombola. Além da presença das mulheres dos grupos produtivos dos municípios de Cachoeira, Maragogipe, Cruz das Almas e Muritiba, estiveram presentes na cerimônia a população cachoeirense, equipes de diversos projetos da Humana Brasil, Cibele Delbin, coordenadora de Responsabilidade Social e Diversidade do Grupo Carrefour, representantes do Governo do Estado da Bahia e autoridades políticas.
O projeto, que contará com um grupo de 80 mulheres, tem como objetivo apoiar as organizações de Empreendimentos Econômicos Solidários (EES) através da organização produtiva das mulheres quilombolas do Recôncavo. O lançamento do projeto representa o reconhecimento da força e saber das mulheres quilombolas do recôncavo baiano. Para Maria das Graças, conhecida popularmente como Maria de Totó, o trabalho da Humana Brasil com o projeto Bambá resgata a própria valorização do povo quilombola. “A Humana pra gente é mais que assistência técnica, mas consegue despertar sentimentos mais profundos que ao longo desses anos estiveram adormecidos e a ideia da força coletiva feminina, fornecido pelo Bambá.” Além de visar à sustentabilidade e geração de trabalho e renda para a comunidade, o Projeto Bambá “vai nos preparar para que a gente agregue valor ao nosso produto e saiba administrar também e darmos continuidade para o projeto, pois estaremos preparadas”, finaliza Maria de Totó, do Quilombo do Tabuleiro da Vitória.
A chegada do projeto não representa apenas a valorização do trabalho das mulheres quilombolas, mas resulta na autovalorização, como relata Carla Adriana Santana, da Comunidade Dendê, em Maragogipe. “O grupo espera alcançar a liberdade financeira, mas também a saúde mental, por que o grupo foi criado no intuito de elevar a autoestima”. Nesse contexto, a parceria da Humana Brasil com a Fundação e o Instituto Carrefour resgata o movimento de representatividade do conhecimento dos grupos. “O projeto chegou na hora certa, porque o grupo estava estremecido e a chegada do Bambá elevou o ego das meninas e a vontade de produzir cada vez mais”, enfatiza Carla.
De acordo com Laina Vanessa Calheiros, do Quilombo de Giral Grande, com o Projeto Bambá o grupo enxerga possibilidades de desenvolvimento no lugar onde sempre trabalharam. “Com o Carrefour e a Humana, estamos com grande expecativa em permanecer no campo, pois a vida no campo é difícil, mas é gratificante. Produzimos muito e sabemos que temos valor, mas não é reconhecido. Com essa parceria, desejamos ter um grande êxito. Esse é o desejo das nossas comunidades.”
De acordo com Cibele Delbin, coordenadora de Responsabilidade Social e Diversidade do Grupo Carrefour, a escolha da Fundação e Instituto Carrefour em financiar o Projeto Bambá se deu na compatibilidade da Humana Brasil com os ideais da organização. “Toda vez que aprovamos um projeto, olhamos a convergência com os nossos pilares de atuação e neste caso, é totalmente convergente. Existe a questão da alimentação solidária, da agricultura e inclusão social. Outro ponto importante para nossa decisão em financiar o projeto foi o fato do Carrefour China já ter um histórico bastante positivo com a Humana em projetos anteriores. Isso mostra a seriedade da instituição e com certeza foi um ponto importante na decisão”. O Grupo Carrefour, através do Projeto Bambá, espera trabalhar a autonomia e empreendedorismo das mulheres. “O nosso foco principal é trabalhar o empoderamento dessas mulheres e a sustentabilidade, para que elas consigam ter êxito no próprio negócio com visão de agricultura sustentável e alimentação saudável, e que consigam se empoderar e ter autonomia com a geração de renda”, completa.
Dessa forma, essa parceria torna-se uma oportunidade para que as mulheres quilombolas tornem-se símbolos de autonomia no recôncavo. “O projeto veio para as mulheres trabalharem juntas, e para muitas é a primeira vez que recebem um apoio grande, interessante e sustentável, e aqui estamos nós para firmar essas parcerias.”, enfatiza Lina Cabrera, coordenadora do Projeto Bambá.
O evento ainda contou com oficinas e uma exposição de produtos feitos pelos grupos produtivos de mulheres quilombolas.
Você confere fotos do evento no link abaixo.
http://bit.ly/2uBIkTl

Mais Notícias de Humana Brasil

  • 2 web

    Projeto Bambá em parceria com o Grupo Carrefour é lançado em Cachoeira

    Cerimônia representou o resgate da força feminina quilombola no recôncavo.Foi lançado em Cachoeira-BA, na Fundação Hansen Bahia, o mais novo projeto da Humana Brasil em parceria com a Fundação e Instituto Carrefour: Bambá – Força Feminina Quilombola. Além da presença das mulheres dos grupos produtivos dos…
  • Humana Povo para Povo Brasil - 10 Anos

    Humana Povo para Povo Brasil nasceu da vontade de algumas pessoas, nos idos anos de 2006/2007, de praticar o humanismo solidário no Brasil, ao estabelecer e executar projetos para unir e mobilizar pessoas para enfrentarem as condições adversas através do compartilhamento de seus objetivos comuns,…
  • Humana Brasil

    Comunicado de imprensa online da Humana sobre as Jornadas Europeias do Desenvolvimento

    Dia 12 de maio 2017. A Humana People to People tem o prazer de anunciar a sua participação nas Jornadas Europeias do Desenvolvimento em Bruxelas nos dias 7 e 8 de Junho de 2017.Organizadas pela Comissão Europeia, as JED reúnem todos os anos a comunidade de desenvolvimento para partilhar ideias e experiências…